Encontre aqui o seu hotel | Destino   Check-in   Check-out  
Lisboa: CP criou bilhete turístico para serviços urbanos   Algarve: Clima e golfe atraem cada vez mais nórdicos  

Aqueduto das Águas Livres

Pesquisar
[X] Fechar
Aqueduto das Águas Livres
Aqueduto das Águas Livres: Aqueduto das Águas Livres - Clique para ampliar
Calçada da Quintinha, 6 - 1070-225 Lisboa
Telefone: (+351) 218.100.215

URL: Aqueduto das Águas Livres

Aqueduto das Águas Livres
Classificado como Monumento Nacional, é um dos mais extensos sistemas de abastecimento de água existentes no mundo, alcançando os 58 quilómetros; o seu nome deve-se ao facto de as águas correrem apenas pela força da gravidade, isto é, livremente.

Foi em 1571 que Francisco de Holanda propôs ao rei Dom Sebastião a reconstrução de um aqueduto e da antiga barragem romana de Olissipo, para garantir o abastecimento de água à capital, mas foi só no reinado de Dom João V, em pleno século XVIII, que se decidiu avançar com a sua construção, tendo sido os seus custos integralmente suportados pela população de Lisboa através de taxas que incidiam sobre a carne, o azeite e o vinho.

As obras começaram sob a direcção do arquitecto Manuel da Maia e do sargento-mor Custódio de Vieira, sendo deste último a opção pelos arcos sobre o Vale de Alcântara; vale a pena referir que o Aqueduto das Águas Livres tem o maior arco em alvenaria do mundo.

O aqueduto, que ficou concluído em 1834, apesar de ter começado a abastecer de água a cidade de Lisboa a partir de 1748, evidencia influências góticas em pleno período barroco.

A galeria interior tem dois corredores que têm o nome de Passeio dos Arcos, pelos quais se podia caminhar e disfrutar de uma vista panorâmica, porém o elevado número de suicídios e assassinatos, pelos quais se tornou célebre o bandido Diogo Alves, levou a que a partir de 1844 fechasse ao público.

Actualmente, o Museu da Água, que tutela o aqueduto, organiza visitas e passeios em datas e horas que variam consoante as estações.

Secções
Onde dormir (Lisboa)
275 unidades de alojamento (pousadas, hotéis, pensões, residenciais, motéis, apartotéis, apartamentos, aldeamentos, unidades de turismo rural e casas particulares).
Muitas das unidades listadas oferecem reservas electrónicas e descontos exclusivos para a internet, entre outras promoções.
O que fazer (Lisboa)
60 locais a visitar
Como chegar (Lisboa)
11 mapas detalhados
Onde comer (Lisboa)
387 restaurantes

Galeria fotográfica (Lisboa)
331 fotografias: papéis de parede (wallpapers) e postais
Publicidade
Destaque (Hotéis)
Hotel Ibis Lisboa Liberdade Hotel Ibis Lisboa Liberdade
Lisboa
Classe: $$$ (50 a 100 euros)

O hotel Ibis Lisboa Liberdade fica localizado junto ao Bairro Alto, perto da Avenida da Liberdade, do Rossio e da Praça Marquês de Pombal, de vários meios de transporte públicos e de diversos restaurantes, teatros e cinemas.
Ofertas especiais de última hora
Publicidade
Destaque (Restaurantes)
Varina da Madragoa Varina da Madragoa
Lisboa

Num dos bairros mais típicos de Lisboa, um pequeno e tradicional restaurante que serve principalmente os lisboetas que sabem onde se come bem.